domingo, 4 de março de 2018

Trinta por uma Linha

Resultado de imagem para CAPA DO LIVRO TRINTA POR UMA LINHANo âmbito da Educação Literária, com as turmas do 3.º ano, foram lidos e explorados alguns contos da obra: Trinta por uma linha de António Torrado.
À semelhança destes contos, foi sugerido aos alunos que escrevessem de forma correta e criativa um conto com um tema à sua escolha.
Aqui podemos ler alguns exemplares.

 Se eu fosse um lápis

Se eu fosse um lápis gostaria de ser um lápis de carvão chamado “lápis mágico” e pertencer a um menino que fosse capaz de escrever belos poemas e contos infantis como por exemplo, histórias de futebol, histórias sobre o mar, sobre animais, etc.
Gostava que o menino me tratasse bem e não me afiasse muito para assim poder ter uma vida mais longa e fazer muitas crianças felizes, quando à noite ao deitar, os pais contassem belas histórias escritas por mim.
Gostaria de viver num estojo de lata juntamente com uma caneta, uma borracha e uma tesoura.
Se eu fosse um lápis também não me importava de ser um lápis de cor e viver com os restantes 23 amigos para em equipa fazermos lindos desenhos para tornar os contos mais coloridos e mais fáceis de compreender.
Juntos podíamos pintar casas com grandes jardins verdes, flores e borrachas coloridas, um imenso céu azul e um radioso sol amarelo dourado.
Com palavras e a pintar a magia de aprender nunca irá acabar!

 Martim Pereira - EB de Valença 3º E

Vida de um livro

Era uma vez um livro que vivia na biblioteca de uma escola.
Tinha uma vida muito feliz e ocupada, pois era requisitado, todas as semanas por meninos e meninas que o tratavam muito bem porque tinha uma história sobre um príncipe e uma princesa muito aventureiros.
A aventura de andar de mochila em mochila era muito divertida mas um dia um menino esqueceu-se do livro num banco de um parque e como estava um dia de chuva uma desgraça estava à vista…
Para sua sorte, uma menina encontrou-o e levou o livro para sua casa onde o tratou com carinho e ele ficou em segurança.
Leonor Pinto – EB de Valença 3.º E

Vida de lápis

O lápis sempre a escrever, a trabalhar e a desenhar.
Ele mergulha num mundo de imaginação!
Desenha borboletas, chapéus, animais, casas e muito mais.
O trabalho do lápis de cor é pintar com muitas cores maravilhosas, lindas e coloridas.
Existem lápis de cor amarelos, dourados, brancos, vermelhos, roxos, pretos e com muitas mais cores maravilhosas.
Sem os lápis não existia cor nos desenhos, por isso o lápis é muito importante para dar cor ao mundo e à vida.
Os lápis permitem desenhar tudo o que quiseres e com ele podes entrar no mundo da criatividade.

Maria Nicolle Pessoa EB de Valença - 3.ºF



Exposição dos Trabalhos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Apresentação do livro Água doce fluir com o rio

No dia vinte e um de maio, decorreu na EB de Friestas, uma sessão de apresentação da obra Água doce, fluir com o rio, realizada pelas aut...