quinta-feira, 21 de março de 2013

Ida à horta



No âmbito do Projeto: "Dar vida à vida" as crianças do Pré escolar da E. B. de Valença acompanhadas pelas educadoras e assistentes operacionais deslocaram-se à horta e semearam batatas, favas, ervilhas e cenouras, observaram o crescimento de outras plantas e colheram grelos de couve nabiça que levaram para a cantina da escola.


quarta-feira, 20 de março de 2013

Vestir de inverno



As crianças da sala 1 do Pré-escolar da E. B. de Valença andaram atratar o tema: "o corpo humano" e realizaram uma atividade em colaboração com a família em que tinham que vestir os bonecos com roupa de inverno, estes ficaram lindamente vestidos e prontos para enfrentar o frio.

terça-feira, 19 de março de 2013

Trabalhos da Semana da Leitura


No âmbito da Semana da Leitura elaboraram-se cartazes e painéis com trabalhos produzidos alusivos ao Mar, bem como desenhos e pinturas de obras exploradas e em colaboração com a área de Expressão Plástica.
 





 Trabalhos realizados na E. B. de Friestas

Elaboração do painel na E. B. de Valença

segunda-feira, 18 de março de 2013

Teatro: A menina do mar


Na Semana da Leitura que decorreu de 11 a 15 de março, todas as turmas da E.B. de Valença e Friestas visualizaram a peça de teatro em versão multimédia: A menina do mar, um espetáculo de Filipe La Féria.

 Alguns testemunhos de alunos depois de assistirem ao teatro: A menina do mar

Gostava de ver as personagens na realidade porque elas são fantásticas.  Lara Cruz
Se eu fosse júri daquele espetáculo atribuía a nota de 100% porque adorei.  Filipa Rodrigues
 
Acho que a obra em teatro foi muito educativa, gostava de agradecer às personagens pela sua excelente interpretação.   Rui Araújo

Este teatro mostrou-nos uma grande amizade entre o rapaz e a menina do mar.  Tomás Gomes
 

Semana da Leitura

No âmbito da Semana da Leitura as crianças do Pré-escolar da E.B. de Valença procederam à recolha de provérbios, lengalengas e poesias  relacionadas com o tema: O  Mar.
A recolha contou  com a colaboração da família a quem desde já agradecemos.

Há mais marés que marinheiros.
Filho de peixe, sabe nadar.
Gota a gota, o mar se esgota.
Gota a gota o mar se esgota.
Quem anda no mar, apende a rezar.
O mar aproxima os que ele separa.
Quem vai ao mar avia-se em terra.
Não há mar bravo que não amanse.

João Pedro Sala 1  

O mar muda sem aviso.
Repartiu-se mar e fez-se sal.
Gaivotas em terra tempestade no mar.
Água do rio corre para o mar.
No grande mar se cria o grande peixe.
Nem tudo ao mar nem tudo à terra.
O mar aproxima as regiões que ele separa.

Sara Ferreira  Sala 1

Sola, sapato
rei, rainha
foi ao mar buscar sardinha
para a mulher do juíz
que está presa pelo nariz,
salta a pulga na balança
que vai até a França
os cavalos a correr
as meninas a aprender
qual será a mais bonita
que se vai esconder?


Pela praia fora vai o menino Zé,
com uma mão na cabeça
e outra no pé.
pela areia acima vai uma formiga,
e outra na barriga.

Da mulher e do mar, não há que fiar.
Há mar e mar, há ir e voltar.

Catarina Serra  Sala 2 

Se eu fosse uma Sereia
vivia no imenso mar
conhecia todos os peixes
com eles podia brincar.

Se eu fosse uma Sereia
encantava os pescadores
cantava lindas canções  
pintava o mar às cores.

Sara  Correia  Sala 3

Fui ao mar buscar laranjas,
coisa que o mar não tem
voltei toda molhadinha
das ondas que vão e vêm.

Nas ondas fui embalada
até que à praia voltei
sozinha, triste e molhada
das lágrimas que chorei!

João Pedro  Sala 3 

O mar enrola na areia
ninguém sabe o que ele diz
bate na areia e desmaia
porque se sente feliz....

Tomás Miranda  Sala 4

domingo, 17 de março de 2013

O mistério de Matilde


Era uma vez uma menina que vivia no mundo da fantasia. Ela tinha cabelo loiro, olhos pretos, pele morena e rosto com feições muito delicadas e bonitas. Todos os dias, ela acordava cedo para dar o seu passeio matinal até ao mar. Quando lá chegava sentava-se numa rocha, onde as ondas do mar batiam, uns dias com mais força, outros com menos, mas fazendo sempre uma grande camada de espuma branca. Quando estava sentada na rocha, a menina olhava a seu redor como se estivesse a procurar alguma coisa, ou como se não quisesse que ninguém a visse. Tocava com os pés na água e como que por magia, desaparecia!
Todos os dias acontecia isso e passada uma hora voltava a aparecer. Voltava a olhar à sua volta, levantava-se e ia para casa, tomava o pequeno-almoço com os pais, pegava nas suas coisas e ia para a escola, sempre feliz e sorridente, amiga e bondosa.
- Que situação estranha!! Que mistério esconderá a Matilde?! Parece irreal.
 Às vezes parece que estou a sonhar! – pensava o seu amigo Pedro.
- Já conheço a Matilde há tanto tempo e ainda não tive coragem de lhe contar que sei o que faz todas as manhãs. Ou melhor dizendo, que gostava de saber o que ela faz durante aquela hora certinha em que desaparece! – resmungava ele baixinho.
Numa manhã de verão, estava a Matilde sentada na rocha e o Pedro aproximou-se sem ela perceber, sentou-se ao seu lado e nesse instante ela meteu os pés na água e zás! Desapareceram!
O Pedro só percebeu o que tinha acontecido quando se viu  no fundo do mar rodeado de todas as espécies marinhas, incríveis e inimagináveis a falar com a Matilde. Só então é que percebeu que estava a respirar debaixo de água, que compreendia a linguagem dos golfinhos, das baleias, dos corais… estava tão concentrado em tudo o que via, que nem ouvia a Matilde a questionar.
- Pedro, como vieste aqui parar?
- Não sei. Há muito tempo que te via a desaparecer todos os dias e hoje, quando me ia sentar à tua beira, para te perguntar o que te acontecia, deparei-me com isto!
Nesse momento apareceu a Fada Marinha e explicou:
- Já percebi tudo Matilde, quando eu te enfeiticei com as minhas algas mágicas, disse que tu ias encontrar uma pessoa que te ia ajudar a combater a poluição feita pelo Homem e só essa pessoa poderia passar a barreira do tempo, e viver tal como tu, em dois mundos diferentes, fora e dentro de água. Vocês foram os escolhidos para nos ajudar a salvar todos os reinos do mar. Vocês na vossa escola e na vossa vida têm que incutir nas pessoas o gosto pela natureza e por todos os habitats naturais. Vocês têm que preservar o mundo natural em que vivem. Vocês vão salvar o mundo desta terrível ameaça que é a poluição do planeta. Nunca se esqueçam da vossa missão. Nós precisamos de vós e o mundo também.
Nesse dia, quando o Pedro e a Matilde chegaram à
escola, o Pedro nem acreditava no que lhe tinha acontecido mas estava pronto para começar a sua missão. Ele e a sua grande amiga Matilde iam proteger a natureza.
Vitória, vitória, acabou-se a história.
 
E. B. de Passos,  texto: turma do 2º ano. Ilustração: Liliana 1º ano.
 

quinta-feira, 14 de março de 2013

O Senhor Cavalo-Marinho

O Senhor Cavalo-Marinho e a Senhora Cavalo-Marinho estavam a passear no mar.
A Senhora Cavalo-Marinho começou a mexer-se toda e disse:
- Está na hora de pôr os ovos.
Então, a Senhora Cavalo-Marinho passou os ovos para a bolsa do macho.
Enquanto passeava pelo mar, o Senhor  Cavalo-Marinho   passou pelos peixes Trombeta que estavam atrás dos juncos, a seguir encontrou o peixe Espinho que estava a fazer um ninho para a senhora peixe Espinho.
De seguida encontrou o peixe Leão atrás das algas e cruzou -se com o peixe Tilápia que levava os ovos na boca.
Um pouco mais à frente, o Senhor Cavalo-Marinho passou pelos peixes Folha que estavam escondidos.
No caminho viu também um lindo peixe Kurtus que guardava os ovos na testa.
Atrás de uma rocha viu o peixe Pedra. Ficou admirado com o peixe Cachimbo que levava os peixes na barriga.
O Senhor Cavalo-Marinho continuou a nadar no mar e mais à frente passou pelo peixe Gato, mas aqui foi diferente, os bebés já tinham nascido.
Por fim o Senhor Cavalo-Marinho disse:
- Chegou a hora de nascerem os meus filhos!
Da bolsa do Cavalo-Marinho começaram a sair os filhos mas um ainda queria voltar para trás.
Então o pai disse:
- Não, agora é a tua vez de nadares e seguires a tua vida.
 
 Texto: Paulo Jorge Carvalho 2º Ano Turma C
Ilustração: Renata 1º ano Turma B

quarta-feira, 13 de março de 2013

O Senhor Cavalo-Marinho

Era uma vez o Senhor e a Senhora Cavalo-Marinho.
A Senhora Cavalo-Marinho começou a torcer-se e disse:
- Está na hora dos ovos saírem.
- Queres ajuda? -disse o Senhor Cavalo-Marinho.
-Sim, obrigado! -disse  ela.
Então ela colocou os ovos na bolsa da barriga dele. O Senhor Cavalo-Marinho encontrou quatro peixes Trombeta escondidos num tufo de juncos.
Depois encontrou o peixe-Espinho que tinha os ovos no ninho.Entretanto encontrou o peixe Tilápia que tinha os ovos na boca, depois encontrou dois peixes Folha escondidos no meio das algas. De seguida encontrou o Senhor Kurtus que tinha os ovos na testa. Continuou a nadar e encontrou o peixe Pedra que estava escondido atrás de uma rocha.
Mais à frente encontrou o peixe Cachimbo que tinha os ovos na barriga e por fim encontrou o peixe Gato que andava a passear com os seus filhinhos. De tanto passear os bébes nasceram.
Um bébe queria voltar para trás mas o pai não deixou, disse que gostava muito dele mas que já estava preparado para seguir o caminho sozinho.
 
Texto: Érica Souto  2º Ano Turma D
Ilustração: Pedro 1º ano Turma B

quarta-feira, 6 de março de 2013

Semana da Leitura 2013


Tema: O Mar

Objetivos
·       Promover o gosto pelas histórias e pelo livro através de leituras relacionadas com o tema do mar.
·       Conhecer obras literárias de autores portugueses e estrangeiros.
·       Estimular o treino da leitura e desenvolver a expressão escrita.
·       Desenvolver o sentido estético e artístico.

Atividades
·       Leitura e exploração do livro: O senhor cavalo - marinho (Pré-escolar, 1º e 2º ano).
·       Pesquisa e escrita de provérbios e lengalengas relacionados com o mar.  
·       Conhecimento dos animais que vivem no mar e registo através de desenhos, pintura,  recorte e colagem.
·       Escrita de textos e ilustrações para participação no concurso "Eu escrevo" subordinado ao tema: Ler o Mar. O regulamento deste concurso pode ser consultado no sítio Escolas do portal do Plano Nacional de Leitura.
·       Leitura e exploração da obra: A menina do mar de Sophia de Mello Breyner (3º e 4º anos).
·       Visualização da peça: A menina do mar, um  espetáculo de Filipe La Féria (Semana de 11a 15 de março).
·       Elaboração de cartazes e um painel  alusivo ao mar com  trabalhos realizados.

Sonho de neve

Na biblioteca da EB de Friestas, com a sala do Pré-escolar, foi lida e explorada a obra: Sonho de neve de Eric Carle, Edição Kalandraka. ...